Futebol porque estamos atrás?

O futebol brasileiro precisa passar por uma reformulação é fato; mas, escolher a derrota dos santos como o fator principal desta mudança é erro; não dá pra aceitar tal situação, que o santos perdeu sabemos, no entanto, falar que o futebol brasileiro se resume nesta partida não podemos.
Nós que militamos no futebol sabemos que toda disputa passa por fatores que está além da imaginação dos torcedores, e quem está diretamente ligado ao futebol tem o dever de saber fazer análise de uma partida de futebol. Deste modo, analisando as duas equipes que entraram em campo para a disputa, do goleiro aos atacantes, atletas por atletas, podemos observar que nesta partida, seria impossível a vitória dos santos; a não ser que tal leitura de jogo fosse feita pelo treinador dos santos Muricy no inicio da partida e mudasse o esquema de jogo da sua equipe, que tinha adotado três zagueiros, e o adversário estava em jogo sem um atacante de oficio, neste caso sobrando dois atletas em campo no meu entender, perdidos na marcação o que foi adotado à fazer, aguardando ser atacado, ainda assim com falhas individuais; mas agora fica fácil analisar, mas a faço exclusivamente porque está difícil, assisitir, ouvir “grandes” personalidade do futebol brasileiro ficar arrumando a reforma do futebol brasileiro com a derrota dos santos, podemos, mas não obstante seja o maior fator; a técnica e os fundamentos básicos tão colocado de lado por aqui no nosso futebol, sim, que fosse o maior fator da vitória do barça, isso é fato? A maior defesa em uma batalha é atacar e supreender seu oponente, respeitar sim temer jamais.
Nesta partida entendo que o maior responsável foi o esquema tático do santos, que aguardava ser atacado, e alongava a bola “chutão” nas poucas vezes que esteve de posse da mesma, mas isso não tira o brilho do futebol brasileiro, que foi repeitados por muito como o melhor, fato que hoje não é mais; acredito que precisamos reformular urgentemente o nosso futebol, isso deve ser feito na base, pois venho a muito falando desse “problema”, falta profissional comprometido com a formação, com uma pedagogia pautada em formar atletas, trabalhadores que seguem aquilo que for pautado para o bem comum, hoje se trabalha na base para vencer partidas, o imediatismo da competição; que por se tratar de base ganhar não deve ser o principal e sim a formação. Não se trabalha mais o talento; trabalha a truncagem a força física e abafa a técnica, então quando precisa dessa fica para trás. Como já disse: pode ser competitivo sem ser trunculoso, precisamos de pessoas comprometida com a educação de nossas crianças, e o processo de formação de atletas não é diferente, precisa sim de educadores, comprometidos com os fundamentos básicos, e conhecedor do aluno atleta na sua cultura corporal do desenvolvimento humano, pois somos humanos não máquinas; como ouvir um jornalista falando e concordei “não temos que festejar títulos na categoria de base”, temos que festejar é a formação de atletas comprometidos com a sua profissão, isso passa pelo caminho que já citei anteriormente; e por isso falo é fato estamos atrás.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s